Bem estar da família: Criança, Tecnologia e Pandemia

Importantes cuidados temos que tomar com esta composição: crianças, tecnologia e pandemia, para o bem estar da família

Vivemos tempos bicudos onde o que era uma preocupação se tornou a impossibilidade do bem estar da família toda.

Antes da Pandemia, as crianças tinham sua rotina assegurada. Escola, lição, atividade física, aulas extras se fosse o caso. Pai e mãe, que tanto trabalham o dia todo, talvez um jantar pais e filhos, quem sabe o acompanhamento da lição de casa, se possível, mas conversa mesmo, longa, só para resolver algum problema.

Comportamento da nossa sociedade: trabalho ocupa todos os espaços da vida e por vezes, os pais terceirizam os filhos para sua parceira: a Tecnologia… Triste parceria.

Invasão da Tecnologia

O fato é que na Pandemia, a tecnologia invadiu os lares como solução de bom comportamento e segurança física para que estes pais possam continuar a trabalhar em casa.

Acompanhamento dos pais é problema? Trabalho é problema?  Tecnologia é problema?Depende. – “Tudo é veneno, depende da dose.” Como nos disse Paracelso. O excesso ou a falta destes aspectos pode sim ser um problema. Quando bem dosados e cuidados, se tornam todos valores importantes que trazem bem estar à nossa família.

Males do excesso de Tecnologia na infância

O uso indiscriminado da tecnologia pelos pequenos é origem de inúmeros males, incansavelmente enumerados pelos institutos de saúde:

– Prejudica o sono

– Atrapalha a alimentação

– Prejudica audição

– Dores no corpo

– Distúrbios de visão

– Prejudica Socialização

– Diminui atividade física

– Atraso no desenvolvimento cerebral

– Ansiedade

– Depressão

– Compulsão

Uso restrito e saudável para o bem estar da família

crianças deitadas em cobertor de céu

Estes mesmos Institutos indicam:

Crianças até 2 anos – nenhum acesso à Tecnologia, participa apenas das reuniões familiares pelo vídeo

Crianças de 2 a 5 anos – 1h por dia, com acompanhamento dos pais para uso de jogos educativos. Máximo 1h/dia.

Crianças de 6 anos e acima – máximo de 2h por dia, com acesso a conteúdo adequado à idade e acompanhamento dos pais.

Limites são bem vindos

Existem muitos aplicativos capazes de limitar o tempo de uso dos aparelhos celulares, tablets, computadores, mas por vezes, quem falha nesta limitação não são os aplicativos, são os pais. Acabam se rendendo à insistência e concordando com as crianças, autorizando tempos de uso enormes, trazendo a cada dia mais uma dose de ansiedade. Até que uma doença mais grave acometa aquela criança.

O limite é muito benvindo e construtivo. A criança se sente confortável e segura sabendo, sentindo que alguém cuida e se importa com ela. Ainda que seja sob gritos marotos e birras de protestos.

Talvez não seja necessário esperar que a doença nos faça mudar, podemos tomar providências antes!

Imaginação com afeto garantem o bem estar da família

menino e menina com roupa infantil

As atividades com criatividade e imaginação fazem sucesso sempre dos pequeninos aos grandes. Fazem sucesso pois o mais importante é estarem juntos, pais e filhos. Esta é a grande magia. A magia do afeto. Não se “compra na farmácia”, família feliz se constrói com muito trabalho interno e externo e gera o bem estar da família toda.

História real

Certa vez contaram a história verídica de cortar o coração.

Uma menina liga para sua amiga, de 15 anos, e lhe convida para ir a uma festa. A amiga gentilmente agradece e diz que é uma pena, mas não poderá ir, pois, seu pai não a deixa sair naquela noite. A amiga fica surpresa pois ela nunca havia usado este argumento e nem tão pouco a ouvia falar do pai.

A moça convidada desliga o telefone e vai para frente da tv e fica lá, assistindo noite adentro…  Seu pai, com quem morava, nem estava em casa, nem a proibiria e nem a autorizaria a sair pois nem sabia nada dela… Com quem estava, o que queria, que medos sentia… Ausente. A filha só queria sentir a autoridade do pai presente, cuidando dela e simulou a situação.

Queremos acertar

Fiquemos atentos aos nossos filhos, estejamos perto deles, de corpo e de alma.